quarta-feira, maio 11, 2005

A Audácia

A audácia de um corpo saltando descomplexadamente para cima de outro, as peles macias e suaves roçando, comunicando frios e calores...tão peles que elas são! A incrível capacidade de se olhar nos olhos quando nada mais resta que olhar nos olhos. A audácia da partilha de um leito, por mais desconhecido que seja, por mais ignorado que tenha sido. Dizem que o segredo pertence, quase em exclusivo, aos amantes. Pois, bem se lhe diga, também a audácia lhes pertence em grande parte.

2 comentários:

Ventilan disse...

leito desconhecido? pá, o que é que andaste a fazer lá em casa?

Zé Luís Costa disse...

Ganda Ventilan, isso é que é falar!
Não vale pôr só relato poético, se és homem mete aí factos e os pormenores! E já agora se houver fotos...