quinta-feira, junho 30, 2005

In memoriae

"A coragem, a entrega as causas publicas e o amor a Liberdade nao se apregoam. Vivem-se. Emidio Guerreiro é disso exemplo. Nao recusou um combate justo; nao trocou os principios por vantagens de circunstancia; nao mediu perigos para afirmar os seus ideais.
Combateu o sidonismo, a ditadura militar de 28 de Maio e o salazarismo. Alistou-se contra as tropas de Franco, na Guerra Civil de Espanha e de Hitler, na Resistencia Francesa. Colaborou com Humberto Delgado nao se conformando com a impunidade do seu desaparecimento. Conheceu a prisao, os campos de concentração e o exilio. Não resistiu ao apelo da Revolução de Abril e regressou a Portugal para travar os seus proximos combates."- Pedro Santana Lopes

Não foi descabida a escolha do texto nem do autor.

2 comentários:

Marcos Mesquita disse...

Délio, és o maior!
Não tem pra ninguém!
Sou seu fã, de carteira e tudo.
Um grande abraço,
Marquinhos.

O Blog da Balta,Bá! disse...

Marquinhos, apesar do mau-humor em que se encontra o meu estabelecimento, continuas a ser um raio-de-sol por entre a escuridão fadista!

Grande abraço para ti também...

Délio