sábado, julho 23, 2005

Imagens do Passado

Parece que foi ontem. Recordo bem esse dia (embora alguns afirmem que não)! Um dia de sol com teor profético, tresloucado, tresmalhado. Foi sem saber que mergulhei na Queima. Foi a minha primeira vez, já homem feito, que o fiz. Nem sei porque deixo o registo...talvez, como diz a canção, seja o momento de recordar e viver. Ou de exorcisar e viver. Ou...



4 comentários:

zé miguel ramos disse...

Não sabes porque deixas o resgisto, mas nós querido Délio, te agradecemos do fundo de nossos corações. É profunda e inabalável serenidade aquilo que vejo em teu olhar, ou será mais da cerveja? Não há dúvida porém quanto ao teor sobrenatural dessa luz que emana da tua fronte, luz do teu carisma, da tua simpatia, da tua kármica e transformadora afabilidade. BEM HAJAS DÉLIO!!!

Marcos Mesquita disse...

Eu testemunhei. Eu estava lá... E foi maravilhoso ver-te naquela situação eufórica - e tão solidário a mim... Aliás, foi quando nos conhecemos, não? Lembrarei sempre. Você é um figuraço. Um abraço rapaz!!!

O Blog da Balta,Bá! disse...

Marquinhos...eu não me lembro de muita coisa desse dia, confesso! Lembro-me da espectacularidade da tua "performance" em frente aos carros do Cortejo! Um verdadeiro espanto! Tal como tu...

Grande abraço

D.

O Blog da Balta,Bá! disse...

Atenção, naquela Queima não toquei numa cerveja! Nem 1!!!